glossy-silver-instagram-icon.png
099412-glossy-silver-icon-soci.png

BARRAS E MALHAS DE POLÍMEROS REFORÇADOS COM FIBRA DE BASALTO E/OU DE VIDRO

NANOTECNOLOGIA A FAVOR DA PRODUÇÃO

 

Os Polímeros Reforçados com Fibras (de Basalto ou de Vidro) (PRFB/V) são produzidos pelo processo de pultrusão de fibras e resinas epóxis, com fórmula patenteada pelo fabricante.

Certificados e amplamente utilizados há mais de 30 anos em países como Canadá, Estados Unidos, Itália, Rússia e França. Não se trata mais de inovação, mas sim do auge da tecnologia.

O material é muito leve e de fácil aplicação, mas sua principal característica é a não oxidação, o que garante uma vida útil muito maior para qualquer obra. Até mesmo em locais mais agressivos como os marinhos, ele não oxida. Somando isso ao fato de não serem tóxicos, os Polímeros Reforçados com Fibras evitam prejuízos à vida e, portanto, da sua mineração até o seu descarte, não contaminam o meio ambiente.

A HAIZER promove a utilização do PRF visando a evolução, através da construção de obras mais leves, de forma mais simples, com redução de custos e sem agredir o meio ambiente.

 

São estas as características que se mais destacam:

• Resistência à corrosão e a substâncias químicas

• Elevada durabilidade

• Não conduz eletricidade

• Não tóxico

• Muito leve (4 a 8 vezes mais leve que o aço)

• Alta resistência à tração (2 a 4 vezes mais do que o aço)

• Alta resistência à fadiga

• Baixa condutividade térmica

• Preços competitivos

 

BARRAS RÍGIDAS (VERGALHÕES)

 

As Barras Rígidas podem ser produzidas com bitolas de 4 a 32 mm, sendo que até 12,5mm podem ser feitas em rolos, mediante a necessidade do cliente. É importante frisar que o material em rolo não deforma, pois não tem memória.

 

Por possuírem uma resistência de tração superior à do aço e por não oxidarem, é necessário menos cobertura de concreto e os diâmetros utilizados podem ser menores, variando de acordo com o estudo do projeto. Contudo, podem também ser utilizados em conjunto com o aço, de forma a fortalecer ou melhorar a impermeabilidade das estruturas.

 

A maior durabilidade aumenta os intervalos de tempo entre as inspeções para avaliar a necessidade de manutenções e o fato de os vergalhões possuírem maior leveza promove uma maior facilidade para o manuseio e para a aplicação, necessitando, portanto, de menos equipamentos de transporte e mão de obra.

 

O material pode ser utilizado em:

 Em fundações, vigas de fundações, pilares, pavimentos rígidos de concreto armado, vigas de fechamento, calçadas, cabeceiras e pistas de pontes, obras costeiras e marítimas, obras em ambientes muito agressivos, recobrimento de canais, taludes e túneis, infraestrutura de indústrias químicas, torres e postes de transmissão de energia elétrica ou telefônica, entre outros mediante análise do projetista.

 

Somadas todas essas características os vergalhões proporcionam uma economia financeira significativa.

 

Alguns exemplos de relação de peso entre aço e PRF

 

 

 

 

DOWNLOAD ARQUIVO

MALHAS RÍGIDAS PARA CONSTRUÇÃO CIVIL

 

As malhas de fibras de basalto ou de vidro são produzidas com barras de diâmetros de 2mm a 10mm, com retículas (células) de 33mm até 297mm que podem ser combinadas segundo os requisitos do projeto. Elas podem ser montadas com medidas personalizadas como rolos de 100 metros de comprimento ou painéis de 1,05m por 2,40m na indústria ou na obra, pois a produção das barras que compõem a malha é leve, de fácil manuseio e podem ser amarradas com presilhas plásticas, ou seja, não possuem as mesmas limitações que a do aço.

 

Em comparação ao aço os polímeros possuem maior resistência à tração e peso menor, o que melhora a estrutura e facilita o manuseio. Consegue-se também substituir diâmetros pequenos para poder aplicar revestimentos menores, pois não necessita de barreiras físicas de proteção contra a corrosão.

 

Algumas aplicações do material na construção civil e industrial são: 

 

• Reforço de pré-fabricados, lajes e paredes, reforço de estruturas de concreto armado, lajes de fundação, restauração de estruturas danificadas e reforço de estruturas em zonas muito agressivas.

 

​Abaixo podemos analisar a tabela de substituição das telas tradicionais em aço pelas de polímero, em uma substituição simples, direta e padronizada, mas que deverá ser confirmada para cada projeto, para validar ou não essa forma de substituição:

 

BARRAS DE TRANSFERÊNCIA

 

As Barras de Transferência são utilizadas em pisos e pavimentos de concreto nas juntas das placas, quando é necessário transmitir as cargas verticais de uma placa para outra. Elas permitem os movimentos horizontais de expansão e retração, provocados pela variação de temperatura.

O Diâmetro da barra de transferência é determinado de acordo com do piso, analisado e calculado por um projetista.

Abaixo segue uma tabela sugestiva da colocação das barras:

 

Para aplicação, normalmente as bitolas do polímero são as mesmas bitolas do aço, o que deverá ser validado a cada projeto para confirmar essa forma de utilização.

Usualmente, o mercado considera 0,50cm de comprimento as barras de transferência. No caso dos polímeros, podem ser feitos em qualquer tamanho mediante a escolha do cliente.

 

 

 

Uma enorme vantagem da barra de transferência de polímero em relação à de aço, é possuir por volta de apenas 25% do peso, sendo necessário menos concreto, o que resulta em uma estrutura também muito mais leve.

As principais vantagens na utilização de barras de transferência são:

 

  • Controle de fissuramento.

  • Placas com comprimento de até 30 metros.

  • Reduzido número de juntas.

  • Maior planicidade.

  • Maior segurança.

  • Grande durabilidade.

  • Facilidade de rolamento.

  • Pouca manutenção.

  • Menor espessura.

  • Menor custo global.

  • Menor distância de frenagem.

TABELA DE SUBSTITUIÇÃO

APRESENTAÇÃO

CATÁLOGO

DOWNLOAD ARQUIVO