Telas

Telas de Polímeros Reforçados com Fibras de Basalto e/ou de vidro (BFRP/GFRP)

     NANOTECNOLOGIA A SERVIÇO DA PRODUÇÃO

Processo industrial

As Telas de Polímeros Reforçados com Fibras de Vidro (GFRP) fornecidas pela HAIZER, são produzidos pelo processo de pultrusão de fibras e resinas epóxis (matriz polimérica), com fórmula patenteada pelo fabricante.

​​

As Telas têm como característica serem trançadas de maneira que seja impossível desconectar os elementos que a compõem, mantendo o espaçamento e a quantidade de elementos de maneira estável até o limite de tensão de ruptura da fibra.

Principais características

  • Resistência à corrosão e a substâncias químicas

  • Alta resistência à tração

  • Alta resistência à fadiga

  • Baixa condutividade térmica

  • Não conduz eletricidade

  • Não tóxico

  • Muito leve

  • Elevada durabilidade

  • Preços competitivos

Principais normas atendidas

  • ACI 440

  • GOST 31938

  • ISO 10406-1:2015

Comercialização

Padrão: Barras com diâmetro de 2mm a 6mm.

             Espaçamento de 33mm a 297mm.

             Rolos de 1,05m x 100m.

             Painéis de 1,05m x 2,40m.

             Também podem ser montadas conforme a necessidade do projeto.

Tabela comparativa

 

As telas equivalentes em aço são mera sugestão, servindo apenas como referência.

A efetiva aplicação deverá ser calculada conforme exigências do respectivo projeto.

 

Propriedades físico-mecânicas

*no caso de montagem na obra pode ser de qualquer diâmetro, até 32mm, e qualquer tamanho de célula.

 

Emendas

Para o transpasse recomenda-se:

- Armaduras principais: sobreposição de duas malhas

- Armaduras secundarias (distribuição): sobreposição de uma malha

Principais benefícios

  • Peso muito menor que da tela de aço

  • Menos barreiras físicas para garantir a durabilidade

  • Racionalização do recebimento e a armazenagem

  • Redução de cortes e dobramentos

  • Facilidade a montagem

  • Facilidade de inspeção

  • Controle de qualidade

  • Redução do número de pessoas e do risco de acidentes no canteiro

 

Aplicações típicas

  • Armadura para estruturas de concreto armado, lajes, pisos, pavimentos rígidos, pontes, viadutos, piscinas, parede diafragma, túneis, etc.

  • Reforço de pré-fabricados, lajes e paredes

  • Reforço de estruturas de concreto armado, lajes de fundação, restauração de estruturas danificadas e reforço de estruturas em zonas muito agressivas.

  • Revestimento de oleodutos, gasodutos e tubos submarinos, etc.

Metodologia e comparação de reforço de edificações frente a cargas sísmicas com Telas de GFRP

As telas de GFRP apresentam como vantagens fundamentais:

 

- do ponto de vista estrutural: resistência equivalente a duas vezes às malhas de aço;

 

- do ponto de vista construtivo: peso entre 10% e 15% da malha de aço; e

 

- do ponto de vista de durabilidade, oferece a capacidade de não ser degradável ante os agentes do meio ambiente, como podem ser a poluição e os álcalis, pois não oxidam.

 

Além disso, por terem uma capacidade de resistência muito maior do que o aço, permitem aplicar diâmetros muito menores do que os que se utilizariam em uma malha eletrosoldada e, portanto, se utiliza muito menos mistura de concreto para o recobrimento e aderência dessas malhas ao substrato que as recebe.

 

Não é necessário criar barreiras físicas para garantir a durabilidade (diminui a espessura da capa de concreto), oferecem uma economia de mão de obra, acarretam a diminuição do peso dos materiais de construção a serem transportados, tudo isso influenciando positivamente e diminuindo o custo da obra que se utiliza dessa tecnologia.

 

A reparação de edificações de alvenaria danificadas (sejam casas, edifícios, comércios ou qualquer outro tipo), ou seu reforço, são os campos de maior impacto na engenharia estrutural, podendo ser aplicadas em alvenarias nas quais foram utilizadas desde adobe até peças pré-fabricadas em grande escala.

 

A ação dos assentamentos diferenciais é um fenômeno que causa dano às estruturas de alvenaria, rachando as paredes e fazendo com que percam sua capacidade frente a outros efeitos. Embora seja possível reconstruir parcialmente um imóvel adicionando novos elementos estruturais, é necessário ter consciência de que, realizá-la desse modo implicaria em reparações muito caras.

 

Por tudo isso é necessário contar com técnicas de reforço eficientes, que requeiram o mínimo custo e capacitação técnica para aplicá-la, e que de maneira adicional, proporcionem não somente a restituição da capacidade original da estrutura, mas que também as superem, oferecendo maior nível de segurança.

 

A técnica de reabilitação com malhas e argamassa tem sido amplamente utilizada e hoje em dia já existe um acervo técnico significativo. Atualmente, as malhas podem proporcionar recuperação e reforço que tornam a estrutura ainda mais sólida do que a original, desde que sejam utilizadas as de BFRP/GFRP, fixando-as adequadamente à parede e recobrindo-as com argamassa aderida tanto à malha quanto ao substrato em que foi fixada. Essa técnica é relativamente fácil de aplicar, não requer supervisão especializada e é bastante econômica.

Fotos e imagens ..........

 

Com o desenvolvimento dos materiais poliméricos, numerosas investigações tem adentrado nesse campo, publicando trabalhos de grande valor científico que abrem caminho para a introdução dessa tecnologia ,com aumento da eficiência e diminuição dos custos.

 

Sendo feito o cálculo segundo as normas, para uma parede de 20cm de espessura e 3 metros de largura, reforçada por uma malha de 3mm de diâmetro, espaçada a cada 66mm em ambas as direções, teremos um incremento de 5,7 toneladas na capacidade de resistência a esforços horizontais.

Isso é equivalente a 50% a mais de capacidade de resistência do que o mesmo reforço feito com malhas de aço eletrosoldado 4x4 10/10 (calibre 10, 3,43mm de diâmetro em ambas as direções e espaçada a 100mm), que é uma das mais fortes empregadas no país, que proporcionaria somente 3,8 toneladas.

 

As telas BFRP/GFRP são rígidas, mas permitem curvaturas com raios muito amplos, possibilitando assim fornecer os panos para as paredes (ou lajes) da edificação de acordo com o projeto.

 

Telas de esquina previamente dobradas são utilizadas para fazer o contorno das bordas que podem ser necessárias, tanto para a fixação das malhas nas dobras como para a fixação da malha no substrato, neste caso sendo feito mediante uma perfuração na alvenaria, que deverá ser preenchida com resina de fixação, sendo a malha anexada à parede até que se faça o reboco com mistura preparada para esse fim.

 2020 HAIZER GROUP. 

Política de Privacidade